sexta-feira, abril 22, 2005

O fim

Fugindo para lá do azul do céu...assim me imagino muitas vezes! Fugindo para lá deste mundo cujas paredes me sufocam...cujo ar me absorve por completo!
Corro sem parar não sei para onde! Não tenho destino...não tenho qualquer ponto de referência por onde me guiar. Não tenho vontade de seguir em frente. Não tenho vontade de te ouvir...não tenho vontade de rigorosamente NADA! Nada mais me interessa. As palavras esgotaram-se entre nós. Agora resta um vazio imenso...um silêncio medonho...e, ao mesmo tempo, uma cumplicidade, no mínimo estranha.
Tu continuas exactamente no mesmo lugar...não fizeste qualquer esforço para me perceber, para entender aquilo que sentia cá dentro, para tecer qualquer consideração que fosse a meu respeito. E por isso resolvi esquecer-te!
Vou para casa depois deste dia angustiante...tomo um banho quente e prolongado, tentando afastar os vestígios do teu ser. Visto o pijama e deito-me no sofá...penso em mim pela primeira vez!
Já chega!
Não vou pensar mais naquilo que vivemos!
Já chega!
Não quero sentir mais nada...mas o coração não me obedece...! Céus...que estou eu a fazer...a tentar enganar-me, a tentar convencer-me de que sou forte? Não posso! Não faz parte de mim, sabes bem que não.
Volto à estaca zero!
Nada feito.
O banho não serviu para nada afinal, a não ser para cumprir mais um dos meus hábitos diários. O sofá não permitiu que eu me deixasse envolver pela dor, ali bem quieta e sozinha! Fez-me sair, de súbito!
No meio da rua oiço os carros, oiço pessoas a gritar furiosamente, oiço-me a mim lá no fundo...
No entanto, não consigo perceber-me...
O horizonte chama por mim.
Vou responder ao seu pedido. Aqui onde estou vejo tudo!
E de repente...consigo voar sobre o mundo, consigo sentir a plenitude, o infinito, tudo ao mesmo tempo.
Agora, as atenções centram-me em mim finalmente. Estou rodeada por uma multidão imensa e impaciente.
Pena que só com o fim nos apercebamos que determinadas coisas afinal fazem sentido e merecem compreensão!

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home