segunda-feira, março 07, 2005

Boa questão, Senhor Le Goff!

Em Reflexões Sobre a História, Jacques Le Goff faz referência a algo curioso - a moda retro:

"[...]Penso na moda retro actualmente em voga. Que vem a ser esta moda?
Quer dizer que se redescobrem certas raízes ou que se querem esquecer as dificuldades do presente?"
Boa questão, Senhor Le Goff!
Quando assistimos ao levantamento de vários movimentos que recuperam características/ ambientes/ atitudes/ filosofias de um determinado período histórico - os movimentos retro - nunca sabemos o que poderá estar por detrás disso.
Uma revalorização de certos aspectos do passado?
Uma atitude meramente estética? (afinal, dizem, as modas acabam sempre por voltar...)
Parece-me que a questão vai mais além...
Não será a emergência de certos movimentos retro um sintoma da não-identificação do indivíduo com o mundo seu contemporâneo?
Não será esta mais uma prova da inadaptação ao presente e da descrença no futuro?
Inconformados com os moldes que a sociedade contemporânea tomou, os indivíduos vêem no revivalismo uma forma de se encontrarem...
(quantas e quantas vezes cada um de nós não ouviu o suspiro de um qualquer jovem que lamenta não ter nascido umas décadas mais cedo...
É que nem só de facilitismo e tecnologia vive a ambição do Homem.
Há quem sinta a falta das lutas de outrora. Dos ideais de outrora. Das revoluções de outrora.
Não que hoje não existam ideais por que lutar ou revoluções para se fazer.
O que falta talvez seja a vontade ardente de quem não se conforma...)

1 Comentários:

Blogger Hizys disse...

porque o inconformismo deve ser o mote dos tempos vazios de hoje, em que a única inovação é técnica. já te disse, n te conformes com o inconformismo. ;)

8:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home