terça-feira, novembro 02, 2004

Mundos

Há mais no mundo que isto...
Há mais para conhecer que isto...

Muito mais para conhecer que aquilo que se nos apresenta todos os dias, sem novidades de maior.
Há mundos em cada um de nós a que só nós temos acesso. Mundos verdadeiramente ricos e infinitos.
Por vezes, demasiado fechados. Outras vezes, agradavelmente acessíveis.
E quando, como que por magia, neles entramos, descobrimos como que um belo recife de coral. Ali, prestes a ser explorado.

É esta a partilha.

E tantos são os mundos por descobrir!
E tantas são as verdades libertárias espalhadas por esses mundos fora!

Cada um de nós é um pequeno mundo, nascido da confluência de vários outros mundos.
Em cada um de nós existe uma verdade.
Partilhá-la é a melhor forma de lhe dar sentido e vida.
E de enriquecer.
E de crescer.
E de aprender.

A exitência é partilha.
Dar e receber. E voltar a dar e a receber.
E a dar, novamente.

E a verdade
é que continuamos a esconder o mundo no armário...

3 Comentários:

Blogger Sophia disse...

Concordo contigo. Completamente. Digo-te mais, é bom, é mesmo maravilhoso ver aquilo que penso, que sinto, que tantas e tantas vezes defendi, nas palavras de outra pessoa. Não é algo a que eu esteja muito habituada... Sobretudo quando encontro tanta beleza, tanta pureza de ideias, tanto sonho, tanta magia nas palavras. Mas tenho uma pergunta para ti: consegues partilhar esses mundos a que só tu tens acesso? Não tens medo? Afinal, não há muita gente (eu diria até que há muito pouca...) que aceite esta ideia, que seja capaz de ver a beleza e a magia que há nesses mundos secretos. Eu devo confessar que também continuo "a esconder o mundo no armário". Já fui olhada de lado demasiadas vezes por o mostrar. Mas acho que tens sem dúvida uma grande coragem, uma grande força, uma grande personalidade para o conseguires fazer. Admiro-te. Continua assim, por favor. Faz-me acreditar que um outro mundo é possível, que não sou tão alien neste planeta como às vezes (tantas...) penso. E com isto fica o meu "Até à próxima!".

12:14 da tarde  
Blogger Sophia disse...

Concordo contigo. Completamente. Digo-te mais, é bom, é mesmo maravilhoso ver aquilo que penso, que sinto, que tantas e tantas vezes defendi, nas palavras de outra pessoa. Não é algo a que eu esteja muito habituada... Sobretudo quando encontro tanta beleza, tanta pureza de ideias, tanto sonho, tanta magia nas palavras. Mas tenho uma pergunta para ti: consegues partilhar esses mundos a que só tu tens acesso? Não tens medo? Afinal, não há muita gente (eu diria até que há muito pouca...) que aceite esta ideia, que seja capaz de ver a beleza e a magia que há nesses mundos secretos. Eu devo confessar que também continuo "a esconder o mundo no armário". Já fui olhada de lado demasiadas vezes por o mostrar. Mas acho que tens sem dúvida uma grande coragem, uma grande força, uma grande personalidade para o conseguires fazer. Admiro-te. Continua assim, por favor. Faz-me acreditar que um outro mundo é possível, que não sou tão alien neste planeta como às vezes (tantas...) penso. E com isto fica o meu "Até à próxima!".

12:17 da tarde  
Blogger Nocturna___ disse...

Sophia,

nem sabes como me deixa feliz saber que as minhas palavras vão ao encontro do pensamento de outras pessoas.
É para isto, também, que serve o Neo-Illuminati. Para que alguém encontre aqui um eco para as suas próprias ideias.
Para além do nosso objectivo de dar a conhecer uma nova forma de encarar a sociedade e de alertar para variados temas, também queremos ser uma ponte.

Quanto ao meu mundo, sabes que nem sempre é fácil partilhá-lo. O nosso mundo é algo demasiado íntimo para ter um acesso completamente livres. Existe sempre o medo de que nos roubem parte da nossa identidade, da nossa intimidade. Ou então aquele receio sempre latente de que o outro não compreenda a linguagem do nosso mundo. Acontece muitas vezes. Acontece-me muitas vezes.

Tenho pena de muitas vezes fechar as portas do meu mundo. Como por vezes me arrependo de as escancarar a quem não merecia entrar.

Todos os dias vejo muitos mundos diferentes a passar por mim na rua. Cada um desses mundos encerra em si um mistério que me seduz. Todos aqueles mundos escondem segredos e histórias. Todos aqueles mundos podem ter algo para dar. Para ensinar.
Muitas vezes bato com a porta na cara quando tento entrar. Não estão disponíveis. Não querem partilhar (não terão nada para dar? Ou será apenas medo?).
Outras vezes, consigo entrar. E constato que, afinal, aquele mundo não tem muito para explorar. Nesses casos, fico-me por aí, retiro sempre proveito da relação estabelecida. Todos os mundos ensinam algo. Uns mais que outros, é certo, mas todos ensinam.
Ou então, também pode acontecer (embora raramente...)encontrarmos um mundo pleno de significados e de riquezas ocultas. Nesses sim vale a pena entrar sorrateiramente, vale a pena descobri-los, sem pressas, com amor, com verdadeira paixão. Numa atitude de verdadeira entrega.
É nesses mundos que se aprendem as verdades mais importantes. É neles que se aprende a partilhar experiêcias e ideais.

Nem todos os mundos estão disponiveis.
Mas os que estão, contêm em si riquezas inexplicáveis...

3:34 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home