terça-feira, outubro 26, 2004

A Maneira de Consertar o Mundo

Não somos vítimas dos mass media. Nós fazemos os mass media.Todos nós podemos procurar, é certo alternativas, mas serão essas alternativas realmente?O que é alternativo? Haverá O Alternativo? E a partir de que ponto o alternativo entra no mainstream?A comunicação é um desafio.
Nós somos comunicação e cada um de nós é a alternativa ao outro.Há que ter um pensamento alternativo a tudo o que possa existir, de outra forma não estaremos a ser honestos connosco próprios.
As opiniões nascem no mainstream. Nos jornais, na televisão, nos programas que toda a gente vê e ouve.Partimos todos da mesma realidade, porém seguimos caminhos diferenciados:
há quem siga a via mais fácil, é a multidão, a maioria, a carneirada mole e cega.
E há também quem, a partir daquilo que todos ouvem, que todos dizem, que todos lêem, conseguem ser diferentes, conseguem criar, conseguem fazer a alternativa.
É este o conceito de iluminado?
Talvez.
O elitismo aqui é mera aparência.
Na realidade todos podem fazer parte desta comunidade. Todos temos a "luz" da crítica, da opinião, do pensamento, da reflexão. Todos temos a possibilidade de mudar o mundo, de escolher o caminho.
É por todas estas razões que são vitais as colunas de opinião, a divergência entre as pessoas, porém sempre acompanhada de uma abertura sem reservas ou preconceitos.No entanto, poucos se abrem a novas perspectivas, preferindo fecharem-se nas teorias e conceitos (dogmas?) que criaram para si próprios.
Comunicação é partilha. Partilha de ideias e ideais para que todos possamos enriquecer com isso. Por que se torna profundamente incomodativa uma opinião contrária? Por que não aceitar e tentar compreender outros pontos de vista? Porquê recusar a interacção? Porquê atitudes "quadradas" quando somos cofrontados com as diferenças de opinião?
Mecanismo de defesa?
Cegueira?
Nunca saberemos.

Um último desafio:
uma maior abertura de espírito, abertura de espaços de discussão, abertura de mentes e, em última análise, de mundos.

"Open mind to different views, and nothing else matters"
[Metallica, "Nothing Else Matters"]

Esta interacção nunca poderá ser malévola, não é por ouvirmos o que o outro tem a dizer que os nossos ideais se vão perder.
Muito pelo contrário.Este facto só os enriquece.

E, já agora, mudar nunca é um acto de cobardia. É, antes, um acto iluminado, de benéfica humildade.Mudar não é símbolo de fraqueza, mas de força interior, de resistência ao conformismo.
A contradição é mera aparência.

"The world has come undone
Like to change it every day,
Change don't come at once,
there's a wave..."
[Pearl Jam, "Undone"]

Há maneira de consertar o mundo.
É lenta e dolorosa.
Mas é possível.

A discussão revigora.

E agora?

"All this hope and nowhere to go....."
[Pearl Jam, "Undone"]

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home